quinta-feira, 17 de julho de 2014

Sai a Sinopse Oficial de "O Hobbit – A Batalha Dos Cinco Exércitos"


A Warner Bros. divulgou, ao publicar uma sinopse oficial sobre o filme, o rumo que o final da trilogia de "O Hobbit" vai tomar. Para quem estava acompanhando, o título do último longa, " e de Volta Outra Vez", foi alterado para "A Batalha dos Cinco Exércitos", sob o pretexto de que o foco será apenas na batalha, como o próprio nome já entrega tudo. É obvio que existem razões comerciais para isso: o segundo filme não vendeu tanto quanto se esperava, pois a frase "Desolação de Smaug" não soou tão atrativo para aqueles que desconhecem as obras de Tolkien. E alterando o nome, as pessoas leigas já vão saber que vai ter porrada, lutas épicas e etc, e de certa forma isso vai atrair mais gente. Nos entanto, os admiradores do livro logicamente detestaram o título, chegando-o a comparar com filme da sessão da tarde. Triste, mas vivemos num mundo capitalista.
“O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos traz a conclusão para a aventura de Bilbo Bolseiro, Thorin Escudo-de-Carvalho e a Companhia dos Anões. 
Conseguido reconquistar a sua terra natal do Dragão Smaug, os anões involuntariamente liberaram uma força mortal no mundo. Enfurecido, Smaug traz uma chuva ardente de ódio sobre os homens, mulheres e crianças indefesas da Cidade Lago. 
Obcecado com o tesouro conquistado, Thorin sacrifica a amizade e sua honra para escondê-lo, enquanto as tentativas frenéticas de Bilbo em fazê-lo enxergar a razão, levam o Hobbit por uma desesperada e perigosa escolha. Escondido de todos, exceto Gandalf, o grande inimigo Sauron envia legiões de Orcs em um ataque surpresa contra a Montanha Solitária. 
Enquanto a escuridão converge em seus conflitos crescentes, a raça dos Anões, Elfos, e Homens devem decidir – se unir ou serem destruídos.”
Como é possível notar, essa sinopse tá mais pra spoiler... enfim, o filme precisa vender. Mas não vou tirar o mérito do Peter Jackson, ele melhorou e muito a historia original, apesar dos pesares. Espero ter alguma surpresa boa no cinema, já que eles escancararam tudo, imagino que devam ter guardado algo.  


Mais informações →

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Hogwarts: O Castelo-Rá-Tim-Bum Britânico


Com mais de 400 milhões de livros vendidos em 69 idiomas e bilheterias mundiais superiores aos 6 bilhões de dólares, a saga de Harry Potter já terminou nas telinhas dos cinemas. A magia finalmente chegou ao fim. Muitos indagam sobre como alguém poderia ter tido uma idéia tão original e autêntica para ter construído uma historia tão única capaz de atrair milhares de fãs. A resposta, porém, é aterradora. Ninguém atentou para um detalhe primordial: verificar a existência de outros gêneros que abordem sobre o mesmo tema. Foi então que ao analisar com acuidade, descobri que Harry Potter não fugia ao princípio “nada se cria, tudo se copia”. Não se trata da polêmica que envolvia o plágio da autora com um personagem do escritor Neil Gaiman (e diga-se de passagem, Harry é quase um clone dele). Não vamos entrar nesse mérito. Apenas gostaria de mostrar como a saga do bruxo se parece tanto com uma história brasileira: o Castelo-Rá-Tim-Bum.

Hogwarts, apesar de ganhar uma roupagem de escola, foi baseada inicialmente no Castelo. Comparando os dois, percebe-se que guardam muitas semelhanças. O próprio Harry Potter, que aprendeu a fazer bruxaria, ou seja, macumba britânica, é uma cópia cuspida e encarnada de Antonino, vulgo Nino, descente direto de uma família de macumbeiros, isto é, feiticeiros místicos que não são revelados na história. As características em comum entre os dois personagens deixam qualquer um boquiaberto. Nino e Harry são criados por pessoas que não seus pais, usam roupas esquisitas, tem cabelo de emo, são pálidos e possuem promessas de se tornarem grandes manipuladores de magia. A única diferença é que Antonino cometeu varias infrações contra Ministério da Magia, uma vez que mostra todos os seus poderes para os seus amigos Trouxas, Pedrinho e Biba. Só não conseguem condenar ele porque estamos no Brasil e o Ministério da Magia não tem jurisdição para atuar aqui. E para não pegar mal (imagina, feião os amigos Harry Potter serem Trouxas), a autora de Harry Potter decidiu adaptar o Pedrinho e a Biba para serem Rony Weasley e Hermione Granger. Ai acabaria com esse problema =).


Da onde veio a inspiração para criar Dumbledore? A resposta, sem sombra de dúvida, encontra-se no Dr. Vitor. Ambos são mentores de jovens aprendizes de magia. Os dois são macumbeiros experientes, velhos e são responsáveis pelo estabelecimento que abriga os bruxos. No entanto, o Doutor Vitor, contrariando os fãs de Harry Potter, é muito mais poderoso que o diretor de Hogwarts.


O que dizer então daquela cobra, a celeste, que vivia no interior das dependências do castelo? Para não ficar muito na cara, a autora do livro decidiu maquiar o animal rastejante com características mais acentuadas, a fim de tentar inutilmente esconder o seu plagio. Foi então que surgiu o Basilisco. A existência de uma arvore dentro do castelo justifica o lugar onde encontrar o Basilisco. É porque a arvore é na verdade a entrada para a câmara secreta.


E as semelhanças não param por ai. Há ainda o Godofredo, o elfo doméstico do Mau (aquela criatura que vivia nos canos de esgoto do castelo fazendo um barulho infernal), que num servia absolutamente para fazer nada além de ficar rindo a toa. Esse personagem foi praticamente ctrl+c ctrl+v, a única diferença é apenas o nome: em Harry Potter ele possui o nome de Dobby.


Como toda boa historia tem que ter um vilão, aparece então Lord Voldemort, ou seja o Dr. Abobrinha britânico. É claro que o Dr. Abrobrinha, digo, Dr. Pompeu Pompilho Pomposo teve que ser adaptado para uma forma mais subumana. Mas a careca e o interesse de ambos permaneceu. O desejo de se apossar e destruir o lar dos bruxos continua.


A seqüência de coincidências continua. É claro que a historia teria que ter uma bruxa experiente que pudesse ensinar algo sobre magia, assim como a Morgana, então surgiu a necessidade de se criar Mcgonagall. Edwiges, a coruja do Harry, é o reflexo da Adelaide, aquela ave da Morgana. Muitos negam este fato, alegando que muitas revistas de mexericos dizem que ambos tiveram um relacionamento amoroso. Perebas, o rato de estimação de Rony Weasley é na verdade o mesmo rato de massa de modelar que tinha hábitos de higiene impecáveis no castelo.




É por isso que Harry Potter fez tanto sucesso no Brasil. É porque os jovens foram preparados desde crianças para o livro e o filme. Foram sugestionados a gostar de bruxaria, através do Castelo-Rá-Tim-Bum, e então quando veio o livro de J.K. Rowling todo mundo pirou. Mas, como foi demonstrado, tudo não passa de um grande plágio. **E vocês devem estar se pensando: Faltou o Zequinha. Bom, como ele era um personagem inútil, foi dispensado. E na vida real, segundo fontes, ele cresceu e virou um Zé ninguém.
Mais informações →

terça-feira, 15 de julho de 2014

Como montar um clube do livro?


Em primeiro lugar, parabéns! Quem pretende montar um clube do livro deseja algo excepcional. Por isso, gostaria de dar algumas dicas práticas para criação e desenvolvimento de um grupo saudável com reuniões agradáveis. Colocarei em negrito os pontos principais para focar sua atenção neles.

Antes de tudo, defina o número de pessoas. Nem pense em chamar todos os seus colegas de classe. Quanto mais gente, maior será a dificuldade para manter a ordem. Além disso, os encontros acabam se tornando superficiais porque as reuniões demandarão muito tempo, e cada um terá pouco espaço para falar. Um número ideal fica entre 4 e 8 pessoas. Não estou dizendo que é impossível criar uma equipe fora desse padrão. Vai depender muito dos indivíduos. São pessoas realmente comprometidas com a leitura? Conseguem adaptar seu tempo aos encontros? Estão dispostas a cumprir regras? Se a resposta for sim para todas as perguntas, então não há motivos para se preocupar. Também é bom que haja a figura de um líder para coordenar e acompanhar as etapas desse processo.

Outro fator é a disponibilidade de tempo. Já vi muitos grupos de leitura se desfazendo porque não aparecia todo mundo. E quando iam, certas pessoas não conseguiam terminar o livro e culpavam sua agenda apertada. Não adianta nada ter vontade de ler e gostar de ler se você não lê ou não tem tempo para participar da reunião. Pode esquecer querer ser membro de um clube do livro, definitivamente não é algo pra você.

Depois de conseguir um grupo seleto de pessoas com tempo disponível, vem a parte "burocrática" da coisa que é estabelecer as regras do clube. Faça isso numa espécie de estatuto, onde você colocará:

1) Objetivos - Tudo tem que ter um propósito. É incentivar e cobrar a leitura? Fazer uma feira de livros na praça? Vencer o analfabetismo na sua cidade? Instigar o pensamento critico na sociedade? Visitar escolas e fazer um desafio literário para os alunos com prêmios para os vencedores? Entretenimento? Zuera? Trocar conhecimento? Se divertir? Fazer vídeos para internet? Postar as reuniões num blog? Seja qual for o objetivo, ele tem que estar bem delineado e todos devem concordar. Depois disso, trace metas de como pretende cumprir esses objetivos.

2) Atribuições dos participantes - É importante que cada um tenha um função ou um papel. Quem fica encarregado da comida? As meninas trazem os "comes" e os homens os "bebes"? Quem vai fará o roteiro das reuniões? Quem será o dirigente (líder) para coordenar o tempo de cada coisa? Alguém vai anotar/filmar o que aconteceu? Se cada um tiver uma função, haverá o senso de responsabilidade que inconscientemente fará com que todos participem. E quem faltar ficará com peso na consciência. O interessante desse ponto é que não precisa por o nome da pessoa e o que ela tem que fazer. Invente um nome pro cargo! (Ex: orador, dirigente, merendeiro, escrivão e etc, use a criatividade)

3) Estrutura das reuniões - Qual será a periodicidade? Uma vez por semana, de 15 em 15 dias ou uma vez por mês? Todo mundo vai ter que ler o mesmo livro? Cada um lê um livro diferente? Ou todo mundo lê livros de romance, depois terror e por fim ficção cientifica? Reuniões temáticas com direito a ir fantasiado? Não é algo muito difícil de se fazer quando se sabe o perfil do grupo.

4) Lugar - Tenha um "Q.G.", um local fixo onde se realizam a maioria das reuniões. Porém, quando sentir necessidade, quebre a rotina. Faça reuniões em praças, parques, shoppings, bosque ou na casa dos membros do clube. Sair da zona de conforto ajuda a expandir os horizontes.

Terminado o estatuto, dê um nome para seu clube. Imprima e dê para que os participantes assinem, isso dará mais formalidade e compromisso para o grupo. Se alguém quiser virar membro é só dar uma cópia do estatuto para a pessoa.

Faça um roteiro para as reuniões, onde você define o que haverá durante os encontros. Os horários, as dinâmicas de grupo, recitação de poesias, leitura interpretativa, comentários e criticas às obras, tudo isso e muito mais que vier a sua mente. O que importa é não deixar a coisa ficar chata.

Espero ter ajudado com minhas dicas. Se alguém tiver interesse, posso mandar um estatuto que criei e você pode usar como modelo. Deixe seu e-mail nos comentários que eu envio pra você.  
Mais informações →

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Vaza o Teaser de Jogos Vorazes: A Esperança Parte1


Vaza o primeiro teaser do filme "A Esperança - Parte 1", a qualidade não está la das melhores, até porque o vídeo é vazado e a produtora já retirou grande parte do conteúdo da internet, reivindicando os direitos autorais sobre ele. De qualquer forma, o teaser revela algo que os fãs já sabiam: trata-se de um comercial da CAPITOLTV, o canal oficial de Panem, onde o Presidente Snow fala sobre sua preciosa capital e todos os princípios que norteiam o país e como já esperado, Peeta estará sendo a "marionete" do governo para acalmar o ânimo dos rebeldes. Apesar de ser bem curtinho e revelar pouca coisa, o tease mostra a estratégia suja do regime vigente para conter a semente da revolução. Como o filme foi divido em dois, é possível que essa seja a premissa da primeira parte, o foco será mais na política e nas ideologias da capital e dos rebeldes, deixando grande parte da ação mais para a próxima continuação do filme.



Mais informações →

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Friendzone - A culpa é das Estrelas


                           Quem nunca foi jogado na friendzone, que atire a primeira pedra! Se você não conhece esse termo, ele quer dizer literalmente "zona amiga". É quando você investe num garoto (a) e recebe como resposta: "somos apenas bons amigos" ou pior "você é como um irmão pra mim". E depois que você cai nesse buraco, já era. São poucos os que sobrevivem. Mas convenhamos, as meninas fazem isso com mais frequência que os meninos. E para algumas delas é um passatempo muito divertido. De qualquer forma, nem os rapazes da ficção estão livres desse perigo. Nesse clipe do filme "A culpa é das estrelas", vemos claramente o jovem Gus sendo empurrado para o buraco negro da friendzone e tentando sair dele de maneira "fofa".


Mais informações →

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Sem Espaço no Computador


Um belo dia o meu computador já não tinha mais espaço suficiente para nenhum arquivo. Descobri da pior forma possível, porque precisava descarregar as fotos da minha câmera para o notebook e toda memória já tinha ido pro saco. Fui obrigado a comprar um HD externo, e seguindo o conselho dos meus amigos, comprei um de 500 gigas. “tu nunca vai encher teu HD” era o argumento deles, mas esse dia também chegou. De repente os vários pen drives foram sumindo, naquela brincadeira de emprestar para amigos e parentes. Trabalhar armazenando coisas em Cd’s e Dvd’s nunca foi uma boa opção porque já perdi muitos arquivos quando o cd arranhou.
Foi então que me deparei com a nuvem. Um disco virtual. O armazenamento de dados feito em serviços que podem ser acessados de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, não havendo necessidade de instalação de programas ou de armazenadores de dados. O acesso a programas, serviços e arquivos é remoto, através da Internet - daí a alusão à nuvem. O uso desse modelo (ambiente) é mais viável do que o uso de unidades físicas.
Comecei a fazer as pesquisas. Dropbox, Google drive, One drive [Sky drive] foram os primeiros a aparecer nas buscas e nossa, como eles são limitados! O Dropbox é o mais famoso, porém só te dá 2 GB e 500 MB para cada pessoa que você convidar. E você é limitado a 18 GB de espaço na versão free. Se quiser mais espaço vai ter que pagar. Além disso, o Dropbox tem limite de banda, ou seja, quanto mais se baixa um arquivo, mais lento fica a taxa de velocidade até um ponto que fica impossível realizar o download. Enfim, uma porcaria. A menos que você tenha dinheiro e pague mensalmente, ai é outra historia. Não é o meu caso.
Não desisti facilmente e procurando encontrei uma empresa “Barracuda Networks”, ela é bastante conceituada no mercado, com mais de 130 mil clientes no mundo (incluindo a Coca-Cola, Nações Unidas, Google, Ford, Microsoft, NASA, Oxford University e etc). Ela dispõe de um serviço de armazenamento em nuvem chamado Copy.
Copy é fácil de utilizar, de armazenar e compartilhar arquivos. Ele mantém seus computadores em sincronia e seus arquivos disponíveis a partir de qualquer lugar, mesmo em seus dispositivos móveis. O Copy lhe dá 15GB inicialmente. Para cada pessoa que você atrair para o Copy através do link de afiliados, você e o convidado ganharão 5GB extras para armazenamento. Se você instalar o Copy através do link deste post, você já iniciará com 20GB de espaço. O Copy.com NÃO possui limitação de banda. Isto pode mudar futuramente, mas atualmente não há limites de tráfego.
Enfim, é perfeito pra quem quer armazenar dados na nuvem. Fica a dica e o link pra quem quiser começar a usar o serviço. Clicando nele, eu e você vamos ganhar 5 gigas o/
Mais informações →

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Indignação Literária


Infelizmente, algumas pessoas são lembradas apenas depois da morte, não é mesmo? Eu gostaria de falar especificamente de um grupo de pessoas que se foram e deixaram um legado. Uma herança de conhecimento compilada em livros. Sim, os escritores. Alguns se tornaram céleres ainda em vida, outros, somente após falecerem. Então um fenômeno interessante ocorre: o surgimento de perfis fakes na internet. Bom, até ai tudo bem quando se quer fazer uma homenagem. Porém, existe um problema com nome e sobrenome, que oscila entre a falta de coerência à vergonha na cara. A pseudo imputação de frases. Um mal de se atribuir coisas a eles que nunca disseram ou fizeram.

Porque não basta citar sem mencionar a fonte, tem que assassinar o português e inventar uma coqueluche de mentiras. Já vi Carlos Drummond, Quitanda, Florbela, Pessoa, Assis, até mesmo Caio Fernando Abreu, pela miséria! Clarice Lispector, coitada... é melhor nem comentar, já deve ter se revirado, levitado, contorcido de tudo que é jeito! A quantidade de atrocidades chega a assustar mais que muitos filmes de terror! Grandes autores têm assinado sem ciência citações, textos pobres, eivados de ignorância, com aparência de sabedoria, mas cheios de mediocridade e sem nexo causal com suas reais obras... eu já vi até de auto-ajuda de autores que só escreviam coisas depressivas! Shakespeare e Oscar Wilde são traduzidos "sem eira, nem beira" pela astúcia e esperteza de homens que induzem ao erro. Fonte e pesquisa, pra quê?! A maioria já se foi mesmo, e se estiver vivo, quem se importa? Lembro-me de uma frase de uma famigerada rede social: "quem se define, se limita". Mas ninguém sabia de onde raios essa frase havia surgido, ou quem tinha criado. Ou qual era o título da obra. Como os jovens andam dizendo vulgarmente, as redes sociais estão se "orkutilizando", parece que a informação é qualquer coisa, menos verídica. Veja só a quantidade de frases que já vi.

“Na natureza, nada se perde, nada se cria, tudo se transforma” Clarisse Lispector

“A imaginação é mais importante que o conhecimento” Machado de Assis

“O pior analfabeto é aquele que aprende a ler e não lê” Shakespeare

“No céu tem pão?” Carlos Drummond

“Livros não mudam o mundo, pessoas mudam o mundo, livros só mudam pessoas” Pedro Bial

“O seu recalque bate na minha gordura localizada e volta todo pra você” Caio Fernando Abreu

“Com as pedras que você me atira eu irei construir o meu castelo” Fernando Pessoa

“As arvores somos nozes”  Mario Quitanda

“Doa a quem doer” Platão

“Alguns infinitos são maiores que os outros” Xuxa

“Alguns problemas são como uma faca de dois legumes, é preciso matar dois coelhos com uma caixa d’água só” Lula


               E por ai vai. Talvez a última frase seja realmente verdadeira. Enfim. Não custa nada tirar um livro da estante, sacudir a poeira dele, e realmente verificar as palavras do autor. Não dói.

Mais informações →

[TAG] Arco Iris




Caros leitores,

      Fomos indicados pelo blog Página 394 e pelo Devoradores de Páginas (que já não existe mais '-') para a Tag: Arco-Íris. Como é isso?

¨AS REGRAS:


1)Postar foto das cinco melhores capas da sua estante.

Postar foto arco-íris
 (vermelho - laranja - amarelo - verde - azul - anil - violeta).

2)Responder as perguntas da entrevista coletiva.

3)Indicar outros 10 blogs com menos de 200 seguidores

       Então, como todos os livros os livros q leio são digitais e estão no meu e-reader, e as imagens dele são em preto em branco...e eles são digitais... fica difícil fazer um arco iris... os únicos livros físicos que tenho são acadêmicos, vai ficar sem o arco iris ^^'
        Essas são as melhores capas que tenho, ou que acho, como são só cinco melhores e tem que ter as cores do arco iris, tira só o primeiro livro dos jogos.




e a foto deveria ficar assim: 


Mas enfim,
O questionário está no bookcast. Ah, como fomos indicados a esta tag em dezembro e como todo mundo já fez, não sobrou ninguém pra indicar, então quem quiser pode pegar e fazer ^^'
Mais informações →

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

[Audio-resenha] A Culpa é das Estrelas



           Pô meo, me colocaram pra escrever esse post (detesto fazer isso, ta loko man), só porque eu não li esse livro meo! Preconceito total! Mas ainda bem que eu não li, é romance cara e os personagens tem câncer! Eu sempre me emociono com historias assim velho... e eu não gosto de me emocionar. O Mr. Obvio e o Locutor que foram corajosos, deram uma leitura apurada e fizeram esse bokcast, o Queimando o Livro, ta muito profundo e reflexivo, sem sombra de duvida meo, quando você ouvir não vai querer mais parar! Nós analisamos tudo man (nós não, eles rs), desde os personagens até os comentários que vieram na capa do livro, e uma coisa eu digo: esqueça todas as resenhas que você já leu desse livro!          
        Pela primeira vez você vai ouvir uma opinião, sem papas na língua, da visão masculina sobre romances em geral e especificamente sobre o relacionamento dos personagens desse book meo! E o mais doido é que nós expomos pontos de vista negativos sobre a narrativa! Coisa que poucos blogs fizeram. Colocamos nossas impressões também sobre o câncer e sobre a brevidade da vida. Esse livro rendeu muito, infelizmente não deu pra falar tudo que a gente queria, porque senão ia ficar muito comprido (mais do que já tá e...nossa, olha que faltou um monte de coisa). Dá pra fazer um monte de comentário, teríamos que matar um boi pra conversar sobre ele...tem muito assunto pra abordar man!          
           Ta esperando o que meo? Salpica o fone no ouvido e vai ouvi man! Faz que nem eu, quando eu não tenho tempo de ver no pc, ou quando ta sem wi-fi, eu simplesmente faço o download do arquivo, salvo no celular e fico ouvindo no busão velho! Dessa vez não tem perigo meo de você ficar rindo sozinho meo, porque esse bookcast ta muito reflexivo man!

Mais informações →

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Bookcast #3: Mato sem Cachorro


               Depois de tanto tempo, estreou um filme brasileiro nas telonas, "Mato sem Cachorro", e claro que a nossa equipe técnica não poderia deixar de analisar os rumores dos efeitos do filme na opinião das massas. Hoje temos a presença de convidados totalmente excelentes e especializados na temática deste gênero tão nacional, envolvendo como protagonista um cachorro. Além disso os comentários da academia a respeito do assunto continuam ácidos como sempre. Então, para sua segurança coloque os fones no ouvido e não ouça quando estiver dentro do ônibus.

Mais informações →

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Selo: The Versatile Blogger Award

         


           Preliminarmente, olá vocês! Hoje seria mais um dia atípico, porém um fenônimo de importância astrólogica ocorreu: o blog ganhou seu primeiro selo (totalmente excelente), o "The Versatile Blogger Award"indicado pela viciada em livros e séries Yasmim Borges do blog Miih e o Mundo Literário, pelas três garotas comuns apaixonadas por livros Mariana Storck, Carolina Lopes e Ana Samuel do blog Portão Azulpela Djessie Thamily do Com meus livros, pela blogueira Carol do Pag394 e pela Isabella do blog Império das Séries e Livros.           Quero agradecer muito a todos de coração! Fiquei muito feliz em saber que não foi só uma pessoa que indicou o selo, mas 5! Sinceramente eu não esperava, foi uma grata surpresa. Obrigado mesmo!
Mais informações →

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Queimando o Filme #2 - Invocação do Mal


           Finalmente, depois de tanto tempo, estreou um filme de terror nas telonas, "Invocação do Mal", e claro que a nossa equipe técnica não poderia deixar de analisar os rumores dos efeitos do filme na opinião das massas. Hoje temos a presença de convidados totalmente excelentes e especializados na temática deste gênero tão assustador e temido pelos medrosos, sem mencionar os comentários da academia a respeito do assunto. Então, para sua segurança coloque os fones no ouvido e não ouça quando estiver dentro do ônibus. 

Mais informações →
Postagens mais antigas Página inicial

Marcadores

Seguidores

Siga por e-mail

Popular Posts

Random Posts

Flickr

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Popular Posts